quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Nas malhas da Incompetência

~
O caso do David, que morreu nas malhas de reduções cegas e de um sistema cego que não é capaz de desatar os seu próprios nós. É uma situação trágica. Mas é mais lamentável ainda pensar que este é um caso com um rosto, e que tragicamente muitos outros sucedem sem conseguir uma manchete no Expresso.

Como é evidente, o mais fácil é culpar o anterior Governo, o Paulo Macedo e companhia, por terem cortado na "situação que existia antes dos cortes de 50% nas horas fora do horário normal".

Pessoalmente, pergunto-me como é possível ter-se chegado ao ponto em que um Governo deixa que dois dos principais hospitais do país (S. José e S. Maria) não tenham determinada especialidade médica ao fim-de-semana.

Mas, por outro lado, como é possível que profissionais de saúde deixem pessoas morrer devido aos cortes de 50% nas horas extraordinárias?

Aliás, melhor dizendo, porque raio temos um sistema dependente de horas extraordinárias?

É tudo demasiado mau em toda esta história. Bem, vou ali dar cabeçadas na parede e já venho.

1 comentário:

Helena maria marques disse...

Cabeçadas era nesses cabeças de vento.